• Youtube
  • Instagram
Home / Ministério Extraordinário da Comunhão

 

MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO EUCARÍSTICA

Após o Concílio do Vaticano II (1962-65), o Papa Paulo VI autorizou a instituição dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística(MESCE), fiéis  leigos cuja missão é facilitar aos celebrantes a distribuição da S. Comunhão em igrejas, capelas, hospitais, aos doentes nas casas e outros lugares, desde que o sacerdote não possa fazer isso. A Santa Sé alerta, porém, que o exercício desse ministério deve conservar o seu caráter supletivo e extraordinário, não dispensando os Ministros Ordinários (Bispos, presbíteros, diáconos) de fazer a sua parte.

Este ministério sagrado deve ser exercido por leigos que tenham uma vida cristã autêntica, sejam maduros na fé, e possam servir a Igreja. Além disso, o MESCE deve ter uma boa formação doutrinária, pois pode também realizar a celebração da palavra, orientar as pessoas a quem leva a Eucaristia, etc. Ele deve ensinar e viver o que a Igreja ensina, especialmente em relação à Eucaristia e as condições para recebê-la dignamente. Isto exige do Ministro que ele conheça a doutrina da Igreja, especialmente a fundamentação dogmática, moral e sacramental.

Todo o mês o Ministério da Eucaristia se reune a fim de viver um momento único de espiritualidade e renovação da fé. Além disso os encontos são necessários para a atualização da escala de Ministros. Você que é Ministro, clique aqui e fique sabendo do próximo encontro.

 

Diretrizes Gerais para o Reto Desempenho do Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão Eucarística

O Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão Eucarística (MESCE) nasceu na Igreja e para a Igreja. Este fato tem repercussões concretas na vida eclesial. Não é concebível no exercício deste Ministério uma visão fechada e sectária, usando a Eucaristia para alimentar vaidades pessoais ou de grupos particulares. A Eucaristia foi dada à Igreja para promover a vida eclesial e torná-la "Santa, sem mancha, sem ruga, nem defeito algum". (Ef 5, 27). Tudo isso acontece quando se sabe conservar dignamente e distribuir zelosamente o precioso Corpo e Sangue do Senhor.

 

Quanto à Escolha dos Ministros

Na escolha dos candidatos, os seguintes critérios devem ser observados, como pedem os documentos da Igreja:
1. O candidato deve ser escolhido pela comunidade e aprovado pelo Pároco ou escolhido pelo Pároco entre os agentes leigos aceitos pela comunidade e tenha no mínimo 25 anos ou conforme sua maturidade, acompanhada de uma boa caminhada pastoral;
2. Ter um grau de cultura suficiente para exercer bem, no seu ambiente, esse ministério;
3. Responsável, pronto para servir e possuidor do espírito apostólico;
4. Antes de ser admitido participar de um curso de formação ministrado pela Coordenação Pastoral Diocesana;
5. Ter desejo e possibilidade de crescer na fé, aperfeiçoar seus conhecimentos, e dispor-se a participar cada ano do curso de Atualização, ministrado pela Coordenação Diocesana, assim como dos Encontros Paroquiais de Formação;
6. Gozar de boa reputação pelo seu modo cristão de viver;
7. Se for casado (a) ter boa convivência conjugal, e contar com apoio e consentimento de seus familiares a fim de dedicar-se ao ministério;
8. Para participar do curso preparatório os candidatos precisam de uma carta de apresentação de seu pároco;
9. Ter disponibilidade para visitar os enfermos, levar a Eucaristia tanto nas residências como nos hospitais e ser freqüentadores assíduos do Sacramento da Eucaristia dando o verdadeiro valor a Jesus Cristo Eucarístico.

O Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão Eucarística - é um ministério 'extraordinário', como o próprio nome indica - e está sujeito a certas exigências. 
Por isso: 

1. É um Ministério temporário e o mandato é conferido por dois anos, podendo ser renovado, desde que o MESCE seja indicado por seu pároco e freqüente os curso de Atualização e Retiros Espirituais durante o biênio
2. Compete ao Pároco, determinar a viabilidade de renovar ou não o Mandato do Ministro.
3. O Ministério é conferido para uma determinada Paróquia. Por isso, o MESCE está autorizado a exercer habitualmente o ministério na área de sua Paróquia.
4. Fora de sua área paroquial, o MESCE somente poderá exercer seu ministério nos Eventos Arquidiocesanos, quando devidamente convocado.

 

Atuação do MESCE na Ação Litúrgica 

A ação do MESCE, como o nome indica, é única e exclusivamente a de distribuir a Sagrada Comunhão, dentro da Celebração Eucarística e para os doentes. Podem ainda exercer as funções previstas no Cân. 230 § 3, desde que faltem realmente os ministros citados em tal cânone, e com a devida licença do pároco e em conformidade com as determinações da Arquidiocese.
Por isso:

1. Salvo a disposição do § 3º (Cân. 230), o MESCE deve evitar exercer o ministério de leitor, comentarista, canto, coroinha ou outro ministério litúrgico na mesma celebração em que irá atuar como MESCE.
2. Caso falte Coroinha, o MESCE poderá substituí-lo.
3. O MESCE não deve purificar as mãos no ofertório, pois este gesto litúrgico compete apenas ao Presidente da ação litúrgica. A purificação das mãos deve ser feita antes da Celebração Eucarística, na Sacristia.
5. A purificação dos vasos sagrados depois da comunhão é função do diácono, acólito instituído ou, na falta deles, do próprio Sacerdote que preside a ação litúrgica e nunca do MESCE (cf. IGMR 137 e 148).
No exercício de seu ministério, o MESCE deve usar a Veste Litúrgica prevista para tal função, como pedem as normas da Igreja (cf. ES 20).

 

Conclusão

O MESCE deve adquirir um claro e preciso conhecimento sobre os aspectos essenciais do Mistério Eucarístico, que está em estreita relação com o Ministério ao qual é chamado a exercer; Que conheça as Normas que regulam as Celebrações Litúrgicas. Sem esta clareza de idéias, fundamentada na fé da Igreja, o MESCE corre o risco de cair facilmente num devocionismo e também numa ação pastoral e litúrgica pouco iluminada. Esperamos que, todos nós, tanto pastores como ovelhas, possamos crescer "no conhecimento e na graça" no que se refere ao Mistério Eucarístico.

Calendário

Paróquia Santo Inácio de Loyola
Rua Bernardo Mascarenhas, 187
Cidade Jardim - CEP: 30380-010
BHTE/MG
31 3296.2465
Horários de Missas
Terça a Sexta-Feira: 19h
Sábados: 18h
Domingos: 10h e 19h
Secretaria Paroquial
Rua Tenente Renato César, 53
Cidade Jardim - CEP: 30380-110
BHTE/MG
31 3296.2465
Horário de Funcionamento
Segunda a sexta-feira de 8h às 12h e de 13h às 18h