• Youtube
  • Instagram

Espiritualidade

18/12/2016
4º Domingo do Advento

CELEBRANDO O ADVENTO EM FAMÍLIA - ANO C

“... MEUS OLHOS VIRAM A TUA SALVAÇÃO” 
(lc 2,30) 

COROA DO ADVENTO

A coroa do Advento é um sinal importante deste tempo. É um dos símbolos que nos expressa elementos fortes para nossa experiência de fé natalina. São eles: a forma circular, os ramos, a fita e as velas acesas. A coroa surgiu na Alemanha, no século XIX, quando os colonos, para comemorarem a chegada do Natal, a noite mais fria do ano, acendiam fogueiras e sentavam-se ao redor para conversarem e fazerem as suas orações. Mais tarde começaram a se aquecer dentro das próprias casas, daí surgiu a ideia de tecer uma coroa de ramos de pinheiro, enfeitando-a com flores e velas. Hoje, os cristãos adotaram o costume de colocar a coroa na Igreja e nas suas casas.
A coroa pode ser feita de diversas formas, desde que mantenha os elementos essenciais. Algumas comunidades fazem as suas coroas grandes, de acordo com os espaços disponíveis, outras fazem a coroa no chão, outra com a base de metal ou de madeira, de artesanato ou de materiais recicláveis. Isso tudo pode variar conforme as possibilidades, as necessidades e a criatividade da comunidade.

ELEMENTOS ESSENCIAIS

1. A forma circular: significa a existência da vida cíclica sem começo e sem fim. A forma do circulo esta ligada á ideia de perfeição e de continuidade. O redondo cria harmonia. É o elo que une e junta. Lembra ainda que somos integrantes de um mundo circular onde o processo do universo e da existência dos tipos de vida é cíclico: o ciclo do ano, do tempo, o ir e vir da história sempre marcada pela presença daquele que é a Luz do mundo.

2. Os ramos da cor verde: são sinais de vida. Na natureza nem tudo está morto, há esperança. Mesmo nos países tropicais quando falta água e a vegetação fica seca e sedenta de água, na chegada da chuva a vida brota e anuncia a vida, onde tudo fica verde e traz a esperança dos novos frutos.

3. Quatro velas: nos países do norte da Europa durante o inverno as noites são mais longas que os dias e a luz do sol brilha pouquíssimo, quando não fica totalmente escondido pelas nuvens. Por isso, é necessária a presença das lâmpadas. As velas são indispensáveis e muito apreciadas. Mesmo para nós que somos de um país tropical onde estamos cumulados com a luz do sol a luz da vela tem muito significado: representa claridade, fonte luminosa, calor, fé e algo que ilumina.

4. A fita vermelha: está ligada à cor do fogo e do sangue. Simboliza a cor da vida, do amor e ao mesmo tempo do derramamento do sangue, e do sacrifício.

5. A cada domingo acende-se uma vela da coroa. De uma a uma, a luz vai aumentando, até chegar á grande festa da Luz, no Natal, que proclama Jesus Cristo como Salvador e “Luz do Mundo”, o Sol do nosso Deus que nos visita e que arma sua tenda entre nós.

OBSERVAÇÃO: quanto à cor das velas, normalmente é usada a vermelha que, em quase todas as partes do mundo, tem o significado do amor. No Brasil, somos marcados profundamente por várias culturas religiosas, como dos indígenas e dos africanos, onde o brilho das cores, da festa, da dança, da harmonia com o universo, está presente de uma maneira esplendorosa e reveste as celebrações. Podem ser usadas velas de cor roxa, verde, rosa ou branca, que possam expressar penitência, esperança, alegria, gratidão e ação de graças. O que importa é a presença da LUZ.

RITO DE ACENDIMENTO DA COROA DO ADVENTO

Em casa, cada família colocará a Coroa do Advento num lugar apropriado para o Encontro da Família. A cada semana reúne-se e acende a vela correspondente à semana que se vai viver do Advento. Sugere-se o seguinte esquema para celebração familiar: 1. Acender a vela durante um canto ou “mantra”. 2. Leitura do Evangelho do domingo. 3. Oração semanal. 4. Benção feita por algum membro da família. 5. Todos cantam novamente o canto ou “mantra”.
Alguém se aproxima da coroa e acende uma vela correspondente à semana do advento. Durante esse rito pode-se entoar um canto ou entoar um mantra: ”Senhor, nós te esperamos!”, ou “Luz do Senhor que vem sobre a terra, inunda o meu ser, permanece em nós!”.

---------------------------------------------------------------

4º DOMINGO DO ADVENTO

“O Filho de Maria, dom do Espírito: o Deus-Conosco - 'Emanuel'”

1. Acender a 4ª Vela dos ANJOS (cor vermelha) durante um canto ou mantra.

2. Leitura da Bíblia - Ano A: Mateus 1,18-24.

3. Oração: Agora, Senhor, estão acesas as quatro velas. A luz habita entre nós como o fez um dia, graças a uma mulher simples que ouviu a Palavra de Deus, que confiou nele e o manifestou à humanidade. O Natal está tão perto que quase o podemos tocar. A esperança está tão madura que é quase uma realidade. É aí, Senhor, entre a realidade e a esperança que queremos por os nossos corações como Maria. Que tu os enchas de luz. Luz que reflete a tua presença no mundo.

4. Bênção: Ó Deus todo-poderoso, tendo nós recebido o penhor da eterna redenção, fazei que, ao aproximar-se a festa da salvação, nos preparemos com maior empenho para celebrar dignamente o mistério do vosso Filho. Que vive e reina para sempre. Abençoe o Deus, Todo-poderoso: Pai ,Filho e Espírito Santo. Amém!

5. Todos cantam novamente o mantra ou canto.

---------------------------------------------------------------

Clique aqui e reze a oração do 1º, 2º e 3º DOMINGO DO ADVENTO

Participe também dos Exercícios Espirituais

 

Calendário

Paróquia Santo Inácio de Loyola
Rua Bernardo Mascarenhas, 187
Cidade Jardim - CEP: 30380-010
BHTE/MG
31 3296.2465
Horários de Missas
Terça, quinta e Sexta-Feira: 19h
Sábados: 18h
Domingos: 10h e 19h
Secretaria Paroquial
Rua Tenente Renato César, 53
Cidade Jardim - CEP: 30380-110
BHTE/MG
31 3296.2465
Horário de Funcionamento
Segunda a sexta-feira de 8h às 12h e de 13h30 às 18h